Rally de carros e motos clássicas apoia maio amarelo

O Rally Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras vai apoiar oficialmente o movimento Maio Amarelo. Partindo pelo sexto ano de São Paulo, no dia 20 de junho, às 7h, cerca de 50 carros históricos e 10 motos clássicas vão percorrer quase 1.800 km para chegar em Gramado, no Rio Grande do Sul, no dia 23 de junho.

“Todas as duplas de nosso Rally são formadas por motoristas e navegadores experientes e conscientes, que durante a competição levarão em seus veículos a mensagem de que somos responsáveis pelas nossas ações no trânsito. E como em nosso dia a dia, no esporte e no passeio temos que ter atenção, prudência e perícia para evitar falhas que tenham consequências desastrosas”, comentou Eduardo Lambiasi, presidente do MG Club do Brasil, promotor do Rally Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras. Dentre os inscritos para a prova, o mais renomado é o tricampeão de Fórmula 1, Nelson Piquet.

O Rally Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras é de regularidade, com a participação de carros fabricados entre 1919 e 1980 e motos fabricadas entre 1931 e 1978. O evento vai atravessar os Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, por estradas secundárias, com médias de velocidade baixas. Isto torna o evento praticamente um museu ambulante, com o grande desfile de preciosidades clássicas.

O Rally Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras faz parte do calendário mundial da FIVA– Federação Internacional de Veículos Antigos, e está regido pelas regras da FIA-Historic. A participação de motocicletas clássicas segue a regulamentação da Comissão de Motocicletas da FIVA, que trabalha em conjunto com a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) e com a FIA (Federação Internacional do Automóvel).

O Movimento Maio Amarelo se propõe a chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A intenção é mobilizar toda a sociedade para efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige.

Sem comentários

Escreva um comentário

Translate »