fbpx

PODCAST BICICLETA E COMPANHIA FALA SOBRE MAIO AMARELO

Coordenadora de Comunicação do OBSERVATÓRIO apresenta o Maio Amarelo aos ouvintes do projeto de produção de mídia sonora pela mobilidade ativa e a humanização das cidades

O podcast Bicicleta e Companhia produz programas de rádio para a Rádio Paulo Freire, 820 khz-AM de Recife/PE e também para a web rádio Sons do Sul de Setúbal, em Portugal, conversou com a coordenadora de Comunicação do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, Daniela Gurgel, sobre a campanha do Movimento Maio Amarelo 2022 e ações para redução de mortes e lesões no trânsito.

Um projeto de produção de mídia sonora pela mobilidade ativa e a humanização das cidades, o Bicicletas e Companhia destacou na edição da última quinta-feira (05), a criação e as ações desenvolvidas pelo OBSERVATÓRIO para a redução de mortes no trânsito brasileiro, além de apresentar o Movimento Maio Amarelo aos ouvintes.

“Foi uma ideia de um cidadão brasileiro, que inconformado com a quantidade de pessoas que perdem a vida, a quantidade de pessoas que ficam machucadas, resolveu ajudar a sociedade como um todo. É importante frisarmos aqui, que a responsabilidade por um trânsito mais seguro não depende só do Poder Público. É preciso que outras entidades do terceiro setor [se envolvam] e é muito importante que os órgãos de governo realmente se envolvam também nessa política de ter um trânsito mais seguro. Então, o Observatório nasce com a proposta de ser um centro de estudos e pesquisas na área de segurança viária”, destacou Daniela Gurgel.

Durante o programa, a coordenadora de Comunicação do OBSERVATÓRIO também apresentou o Movimento Maio Amarelo e suas ações anuais de conscientização para a segurança no trânsito entre todos os modais. Conforme os dados apresentados, são em média três mortes no trânsito por hora, além das vítimas de lesões permanentes.

“A ideia era fazer um mês onde a segurança no trânsito fosse o grande tema. Fosse o motivador de encontros, de seminários, de caminhadas, enfim, levar o tema para a sociedade. Fazer com que as pessoas conversem sobre o comportamento delas no trânsito. Para que as pessoas façam uma reflexão e também conversem com seus pares sobre a importância de você cumprir a regra. O movimento nasce em 2014, com esse olhar”, frisou Daniela Gurgel.

O podcast também destacou a morte da estudante de oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo, Luiza Lopes (24), vítima de um atropelamento enquanto andava de bicicleta no mês de abril, em Vitória, no Espírito Santo. O vídeo que viralizou na internet, mostra a motorista respondendo a um policial que tinha consciência do que estava fazendo, ignorando a gravidade do ocorrido e perguntou sobre o estado do seu automóvel após o choque contra o corpo da vítima.

Ouça o programa completo:

Sem comentários

Escreva um comentário

Translate »