Movimento Maio Amarelo é celebrado com missa e ações digitais em Andradas (MG)

No dia 17 de maio de 2014, aconteceu em Andradas (MG), um acidente de trânsito envolvendo quatro jovens com idade entre 18 e 19 anos. O veículo em que estavam foi partido ao meio ao se chocar contra um poste. Dos quatro ocupantes do veículo, três faleceram.

Em 2015, no primeiro ano de falecimento do filho, Dener Augusto dos Reis Carlin de 18 anos, a professora Débora dos Reis Carlin, procurou pela internet algum evento de reflexão e engajamento para o momento. Foi então que encontrou o Maio Amarelo e começou a seguir o Movimento. Nesse momento, com auxílio do cônego Simão, Débora deu início a organização do Movimento Maio Amarelo em Andradas (MG).

A partir de então, todos os anos, acontecem além da celebração da missa de falecimento dos jovens – com destaque para a conscientização sobre o Maio Amarelo -, um evento em uma escola da cidade e as ações referentes ao mês de ações de conscientização no trânsito.

Débora comenta: “Todo ano a gente faz um evento, a gente tem a celebração, a missa, tem a ajuda das crianças na escola. Mas este ano, eu e a Luciana, estamos alertando e conversando com o cônego Simão. No dia 17, a gente vai fazer a missa de conscientização no trânsito e, eu quero chamar todas as pessoas que tiveram os seus entes queridos mortos no trânsito para poder ligar na secretaria da casa paroquial e marcar a missa. Então, a gente vai falar a intenção de todos os entes queridos mortos no trânsito”, encerra.

Assista ao vídeo da TV Andradas em: https://www.facebook.com/watch/?v=161280528660879

Fotos: Débora Carlin

Sem comentários

Escreva um comentário

Translate »