Hortolândia assina Programa Município Laço Amarelo durante Fórum Paulista de Mobilidade Urbana

Hortolândia, cidade de cerca de 200 mil habitantes e pertencente à Região Metropolitana de Campinas (RMC), no Estado de São Paulo, é o mais novo Município Laço Amarelo. A parceria para a redução do número de acidentes no município foi firmada nesta quinta-feira (19) com o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária durante a 67º Reunião do Fórum Paulista de Secretários e Dirigentes Públicos de Mobilidade Urbana, encontro que reúne dezenas de cidades do Estado de São Paulo, além de representantes de municípios de diversos outros estados brasileiros, na busca por soluções inteligentes sobre questões relacionadas a trânsito e transportes.

O convênio que torna Hortolândia certificada com o Laço Amarelo, firmando dessa forma compromisso com a redução no número de acidentes de trânsito através de ações de educação e prevenção, foi assinado pelo prefeito, Ângelo Perugini, pelo secretário de Mobilidade Urbana de HortolândiaAtílio André Pereira, e pelo diretor-presidente do OBSERVATÓRIO, José Aurelio Ramalho. Dessa forma, a cidade recebe o selo Laço Amarelo.

O trânsito é uma causa urgente. Centenas de vidas são perdidas todos os dias, gerando enorme desgaste emocional e até mesmo financeiro para toda a sociedade. Empresas, entidades e municípios já compreenderam o problema e estão se mobilizando pela solução. O selo Laço Amarelo é uma forma de reconhecer boas ações e permitir que empresas e governos colaborem ainda mais com projetos estruturados na busca por um trânsito mais seguro”, destacou Ramalho.

Sobre o Fórum Paulista

Órgãos públicos e entidades ligadas à mobilidade urbana participaram do encontro. O OBSERVATÓRIO participou da sessão técnica sobre acidentes e violência no trânsito. Ramalho apresentou os números de acidentes no município, causas, consequências e propostas para sua redução.

De acordo com o secretário de Mobilidade Urbana de Hortolândia, Atílio André Pereira o Fórum Paulista “é um momento de troca de experiências na área de mobilidade. Um espaço de articulação e busca de soluções para problemas comuns a várias cidades”, enfatiza Pereira.

Entre os temas abordados nas sessões técnicas que foram promovidas no evento estão acidentes e violência no trânsito.  No início deste ano, a Prefeitura de Hortolândia apresentou um estudo sobre índice de acidentes registrados em 2017. O resultado desta análise tem pautado as ações do município com objetivo de aumentar a segurança viária, reduzir os acidentes e proteger a vida de motoristas e pedestres. As demais sessões técnicas apresentadas durante o Fórum serão sobre experiências exitosas de mobilidade urbana em municípios paulistas, e sobre projetos de regulamentação do transporte de passageiros por aplicativo. O Fórum teve, ainda, exposição de aplicativos, projetos e experiências trazidas pelos municípios participantes.

Sem comentários

Escreva um comentário

Translate »