fbpx

Conscientização sobre riscos no trânsito abre Maio Amarelo

Conscientização sobre riscos no trânsito abre Maio Amarelo
Cerca de 140 alunos do Cephas participaram da primeira edição de 2022 do programa Party, que trata da prevenção de traumas relacionados ao uso do álcool na juventude, no auditório do Cephas. A atividade educativa, realizada por meio da parceria das Secretarias de Mobilidade Urbana e de Saúde, abre a programação educativa da Campanha Nacional Maio Amarelo.
O encontro teve como principal objetivo alertar os jovens que as ‘Escolhas corretas no trânsito salvam vidas’ em consonância com a Campanha nacional deste ano do Maio Amarelo, Juntos Salvamos Vidas.
Durante o encontro, os estudantes assistiram vídeos e palestras de representantes das secretarias de Saúde e de Mobilidade Urbana, do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), do Lucy Montoro, do Hospital Municipal e do Corpo de Bombeiros.
Foram apresentados dados estatísticos relacionados às ocorrências de trânsito, principalmente aqueles ligados à negligência, imprudência e imperícia. Entre eles, pontuou-se que o trânsito causa cerca de 40 mil mortes por ano no Brasil. Destes, 50% são de jovens, entre 15 e 29 anos. O excesso de velocidade, a falta do uso do cinto de segurança e a embriaguez são alguns dos principais fatores que levam a morte dos jovens. O depoimento de vítimas do trânsito também sensibilizou os estudantes.
“As pessoas morrem por imprudência, como a falta do cinto de segurança”, disse o estudante Bruno de Oliveira Silva, 16 anos, morador do Bosque dos Eucaliptos.
A estudante de eletrônica, Verônica Cabral de Arruda, 20 anos, moradora de Santana, disse que o encontrou a levou a refletir sobre o risco da bebida com o trânsito. “Estou pensando em tirar a carteira de habilitação e penso que dirigir é um ato de pensar nas pessoas. Eu quero voltar para casa e para os meus pais e não vou causar a perda de ninguém de outra família.”
O programa prevê ainda que estudantes também façam uma visita técnica pelo hospital para conhecerem o trabalho no Pronto Socorro, Samu e na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

O programa
São José é a primeira cidade do Vale do Paraíba a integrar o Party Brasil, coordenado pela SBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado do Traumatizado). Lançado no município em junho de 2017, o programa já reuniu mais de 1287 estudantes, entre 16 e 18 anos, nas 28 edições do programa.

  • Prefeitura Municipal de São José dos Campos - Secretaria de Mobilidade Urbana
  • Educação.
  • 02/05/2022
  • Entre 100 e 300 pessoas.
  • São Paulo.
  • São José dos Campos
Sem comentários

Escreva um comentário

Translate »