Ações & Notícias

Mortes no trânsito de Brasília registram queda de 68,7% em maio

Dados foram apresentados durante o encerramento do Maio Amarelo no DF, que contou com a presença do governador Rodrigo Rollemberg

O número de mortes em acidentes de trânsito no Distrito Federal registrou queda de 68,75% desde o dia 1º até 28 de maio deste ano em relação ao ano passado.  No período, foram registradas 15 vítimas fatais,  33 a menos do que no ano passado. O Distrito Federal teve uma agenda intensa de ações de conscientização sobre segurança  viária durante as mobilizações do Maio Amarelo.

Os dados foram divulgados na cerimônia de encerramento do Maio Amarelo no DF, no dia 31 de maio passado.  De acordo com Rodrigo Rollemberg, governador do DF, ‘nestes cindo primeiros meses de 2017, acumulamos os melhores indicadores de toda a história do  trânsito na capital federal’. A redução foi de 73 mortes, desde o início do ano.

Dados do Detran DF (Departamento de Trânsito do Distrito Federal) demonstram que, de janeiro a maio de 2016, foram registrados 162 acidentes fatais. Já no mesmo período de 2017, foram 89 mortes no trânsito.

Maio Amarelo

O Movimento Maio Amarelo tem por objetivo chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Criado pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária na esteira da determinação da Assembleia-Geral das Nações Unidas  (ONU) que editou, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”,  o Maio Amarelo é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil.

A intenção é colocar em pauta a segurança viária e mobilizar toda a sociedade para discutir o tema, estimulando o cidadão a promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada um, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito. Ações do Maio Amarelo são desenvolvidas em todos os estados brasileiros e em outros 26 países nos cinco continentes.

Os acidentes de trânsito no Brasil foram responsáveis em 2014 (últimos dados oficiais disponíveis) por cerca de 43 mil mortes. Vale lembrar também que, em decorrência deles, um contingente extremamente superior passa a conviver com sequelas e invalidez permanente, por exemplo. Além disso, os custos com os acidentes de trânsito representam montante de R$ 56 bilhões que poderiam ser voltados a ações sociais.

Neste ano de 2017, o Maio Amarelo tem como tema “Minha escolha faz a diferença”, que visa alertar que no trânsito todos têm de estar muito atentos para a escolha certa, já que dados apontam que as causas de 90% dos acidentes no país estão ligadas a falhas humanas (imperícia, imprudência, entre outros).

 

 

 

Faça um comentário