Ações & Notícias

Deputado destaca Maio Amarelo durante sessão da Câmara Federal

Autor da Lei Seca e ativo participante das causas pelo trânsito seguro, Hugo Leal aborda o Movimento durante pronunciamento nesta quinta-feira

Em seu pronunciamento durante sessão da Câmara Federal desta quinta-feira, 1º de junho, o deputado Hugo Leal, destacou o Movimento Maio Amarelo. Leal é presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro (FPDTS) e ativo participante das causas relacionadas à segurança Viária e, ainda, autor da Lei Seca.

Na sua fala, o deputado ressaltou o grande número de ações de conscientização promovidas pela sociedade, desenvolvidas nesta edição do Movimento, que teve como tema “Minha Escolha Faz a Diferença”. Lembrou também que no Brasil cerca de 40 mil pessoas perdem a vida durante o ano em acidentes de trânsito e que outras 200 mil adquirem sequelas permanentes também por conta desse tipo de ocorrência.

O deputado lembrou, ainda, que acidentes de trânsito são também uma questão de Saúde, que no mundo o número de vítimas fatais, de acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) ficam em torno de 1,2 milhão a cada ano.

Assista:

Maio Amarelo

O Movimento Maio Amarelo tem por objetivo chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Criado pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária na esteira da determinação da Assembleia-Geral das Nações Unidas  (ONU) que editou, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”,  o Maio Amarelo é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil.

A intenção é colocar em pauta a segurança viária e mobilizar toda a sociedade para discutir o tema, estimulando o cidadão a promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada um, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito. Ações do Maio Amarelo são desenvolvidas em todos os estados brasileiros e em outros 26 países nos cinco continentes.

Os acidentes de trânsito no Brasil foram responsáveis em 2014 (últimos dados oficiais disponíveis) por mais de 40 mil mortes. Vale lembrar também que, em decorrência deles, um contingente extremamente superior passa a conviver com sequelas e invalidez permanente, por exemplo. Além disso, os custos com os acidentes de trânsito representam montante de R$ 56 bilhões que poderiam ser voltados a ações sociais.

Neste ano de 2017, o Maio Amarelo tem como tema “Minha escolha faz a diferença”, que visa alertar que no trânsito todos têm de estar muito atentos para a escolha certa, já que dados apontam que as causas de 90% dos acidentes no país estão ligadas a falhas humanas (imperícia, imprudência, entre outros).

 

Faça um comentário